SUPERTRUMP


Depois de menos de dois anos de governo, o desemprego é o menor já conhecido (menos de 3,9%). Hoje há muito mais empregos disponíveis do que pessoas em busca. O desemprego entre hispânicos e negros é o menor em 40 anos. A renda do americano médio cresceu e a carga tributária caiu. Em um ano, o americano médio bota mais 2 mil dólares no bolso, em média, apenas pela diminuição de impostos federais. O crescimento da economia é o mais alto dos últimos 15 anos – 4,1% – rompendo ciclo modorrento da era Obama, onde raramente passou de 2%. É mole ou quer mais?

Neste mesmo período, o Estado Islâmico foi praticamente dizimado, os acordos que não davam bons resultados para os Estados Unidos foram rompidos (Aliança do Pacífico), a China tá passando trabalho pela primeira vez para exportar para os EUA e seu pupilo da Coréia do Norte parou de brincar com fogo. A embaixada do país em Israel, depois de promessas não cumpridas de Bill Clinton, George W. Bush e Barack Hussein Obama, agora situa-se em Jerusalém. O Irã, depois de ter recebido “por baixo dos panos” 150 bilhões em cash de Obama, teve de sustar suas intenções de dizimar o Estado de Israel, depois que Trump rompeu o acordo ridículo em vigor.

Trump é o cara, aquele que ninguém disse a ele que era impossível, daí ele foi lá e fez. Muitos o odeiam pelo simples fato dele ser republicano. Outros porque ele contrariou Hillary Clinton e seu partido, mais os institutos de pesquisa, o show business e a mídia democrata. Mas a grande maioria dos americanos da costa leste e da Califórnia detestam Trump apenas porque ele está conseguindo, de fato, fazer a América grande novamente.

Madonna se rasga, Robert de Niro regurgita, a CNN chora lágrimas de sangue e os novos socialistas americanos morrem de ódio e de inveja do bilionário que contrariou a todos e está fazendo e acontecendo. A depender do trabalho e dos resultados de Donald Trump, o capitalismo permanecerá dando as cartas por lá. A esquerda toda “pira”, o NY Times entra em surto, Hollywood tem convulsões e o cara segue para o alto e avante.

Não adianta procurar as informações que acabei de dar acima na mídia brasileira. Não vai achar. Aqui, a turma é quase toda de esquerda. Pouca gente é tão mal informada – e mal-intencionada – quanto os jornalistas que colocam seus vieses ideológicos acima de sua missão profissional. Não conte com a Globonews, muito menos com o mentiroso Caio Blinder e o vadio Lucas Mendes.

Trump tem problemas? Claro que sim. Recentemente, Paul Manafort, que trabalhou 100 dias na campanha em 2016, foi condenado por crimes financeiros que ele cometeu em…2005! Nada de relação com russos. E o advogado dele, Cohen, foi condenado por ter pago cala-bocas a dois casos extraconjugais de Trump EM 2012 (a campanha foi em 2016!). E foi reembolsado por Trump em dinheiro. Que crime, hein??

Tá com raiva de Trump? Caso sim, de fato, há motivos de sobra. O principal deles é a mais vermelha e pura inveja. Ah, e não se espante caso os Clinton logo vão parar na cadeia, que é o lugar para onde vão ladrões e corruptos. A conferir.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para SUPERTRUMP

  1. Adalberto Mathias disse:

    A matéria traz algumas verdades sobre o excelente desempenho de Trump como presidente dos EEUU. A redução de tributos já foi algo magnânimo e impensável de acontecer aqui em terras tupiniquins. Trump está marcando seu lugar como grande presidente Republicano ao lado de Ronald Reagan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s