MÚSICA (TRANSCENDENTAL ESCALAFOBÉTICA…)

Resultado de imagem para MÚSICA ELETRONICA

(artigo escreto com auxílio da internet, em grande parte)

MÚSICA MODERNA CADA VEZ MAIS ELETRÔNICA

 

Com a evolução dos computadores digitais, a parte de música foi tremendamente aquinhoada, principalmente com o aparecimento do MIDI (abreviação de Musical Instrument Digital Interface – é uma programação que descreve um protocolointerface digital e permite uma grande variedade de instrumentos musicais eletrônicoscomputadores e outros dispositivos conexos de musica: cada nota musical passa a ser um código de computador.

Existem inúmeros programas (aplicativos) para gravação, edição e mixagem de áudio e para a produção de música com instrumentos virtuais. Mesmo assim, só alguns merecem o título de ‘digital áudio workstation’ (DAW) ou estação de trabalho de áudio digital. Desse grupo, cinco aplicativos têm as ferramentas, a tradição e o reconhecimento do mercado que os tornam uma elite entre os programas musicais. São os veteranos Logic Pro, da Apple; SONAR, da Cakewalk; Pro Tools, da Avid; Cubase, da Steinberg; e o mais jovem Live, da Ableton.

Esses cinco programas dividem a atenção da massa de produtores musicais, técnicos de áudio, músicos, compositores e outros profissionais e amadores ao redor do mundo.

Não nos esquecemos de programas como Acid (Sony), Ardour (The Ardour Community), Audacity (Audacity Team), Audition (Adobe), Fruity Loops (Image-Line), Garage Band (Apple), Nuendo (Steinberg), Reaper (Cockos), Reason e Record (Proppellerhead), Samplitude (Magix), SAWStudio (RML Labs), Sequoia (Magix), Sound Forge (Sony), Studio One (PreSonus), Vegas (Sony) e WaveLab (Steinberg).

É claro que também podemos produzir com qualquer um deles, como, aliás, já se produziram grandes obras primas com gravadores de fita de dois ou quatro canais e hoje são feitos trabalhos muito interessantes até em simples celulares.

Alguns destes outros programas podem ter função acessória, complementando o trabalho feito na estação de trabalho. Por exemplo, temos o recurso de editar o áudio do SONAR no Sound Forge ou no WaveLab.

Mas, seja devido à riqueza de recursos de MIDI ou de áudio, a compatibilidade com os mais avançados plug-ins de efeitos ou instrumentos, a sincronização através do recurso rewire com programas especializados como Reason e Live, seja pela estabilidade ou pela própria tradição, são aqueles cinco que dividem os corações e as mentes de cerca de 99% do público ligado em criação, gravação e produção musical.

Em comum, eles apresentam gravação multipista, sequenciamento MIDI de instrumentos virtuais e eletrônicos, plug-ins de efeitos e instrumentos, edição destrutiva e não destrutiva do áudio, efeitos em tempo real, compatibilidade com plug-ins de terceiros e com programas escravos de rewire, edição de partituras, pista de vídeo para sonorização sincronizada, mesa de mixagem com automação, janelas de edição de áudio, loops e MIDI.

Pelas principais características de cada um desses programas e suas principais diferenças; escolhemos o SONAR para carro-chefe do nosso homestudio caseiro. Afinal, a maioria de nós vai produzir usando somente um deles, acompanhado apenas de samplers, plug-ins de efeitos sonoros e instrumentos virtuais.

Entre em www.homestudio.com.br e abuse dos seus conhecimentos.

O “trio maravilha” é o Sonar X3 (já ultrapassado), o Melodine e o Sound Forge

 

Cakewalk SONAR

 O SONAR é uma das mais populares estações de trabalho. Existe desde 2001, herdeiro do antigo Cakewalk Pro Audio. Ele se beneficiou do fato de sua versão ancestral, o Cakewalk, ter nascido no MS-DOS e evoluído junto com o Windows.

Com ferramentas de ponta para a criação de música, é o único dos cinco programas deste artigo que só roda em Windows. Tem uma interface mais amigável que a média desses aplicativos, com vários recursos para automatizar suas funções que simplificam toda a operação, liberando a criatividade.

O SONAR tem recursos abrangentes de gravação para atender as necessidades de uma execução solo, uma banda ou até mesmo uma orquestra. Ele tem ferramentas de precisão para edição de áudio. Se você está editando áudio ou MIDI, é fácil fazer edições e corrigir problemas.

O motor de ponto flutuante com precisão dupla em 64 bits permite que você realize mixagens com grande clareza de som usando um conjunto de efeitos e ferramentas de mixagem com inúmeras possibilidades de endereçamento.

O polimento final das faixas pode ser feito com efeitos projetados especificamente para masterização. O SONAR tem várias opções para colaborar com outros programas de estúdios e é capaz de finalizar os arquivos em diversos formatos para CD, vídeo, som surround e para a internet.

(veja os artigos inúmeros sobre música deste meu blog: pesquise  na parte correspondente no início da primeira página do blog, para ganhar tempo  –  são muitos…).

Sobre liciomaciel

Velejador
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s