PENSO, LOGO EXISTO !

alchuck-2462

PENSO, PORTANTO EXISTO!

Hipotenusa, catetos, seno, cossenos…, Baskahra, Cristo, Champolion, Maxwell, Copérnico, Galileu, Giordano Bruno, Kepler, Newton, Euler, Hubble, Einstein,. Etc.etc.

Desde muito cedo, ao ler o livro de LOMBROSO, livro de medicina legal, comecei a notar a semelhança física do indivíduo com seu caráter, seu procedimento geral no dia a dia. O Amigo-da-onça, o João-sem-braço, o Come-quieto, enfim, a linguagem popular para a ciência… Mas cheguei a conclusão que o cérebro vai mudando ao longo dos anos e o procedimento idem… Um número enorme de exemplos… Um chefe de família numerosa, exemplar, esculápio, conceituado,…etc.etc., aos 50 e poucos anos de idade, abandona a família, tudo, ao se apaixonar por uma quenga sofisticada… Lombroso nele? Acho que não.

Li recentemente um artigo, numa revista religiosa, artigo de uma mulher astrofísica, que se converteu ao Cristianismo ao encontrar “prova irrefutável”. Aí vai a resposta de um leitor e alguns comentários interessantes:

Nem preciso ler tudo para conseguir traçar a personalidade dessa mulher. E olhem qual foi o ponto que a levou pro cristianismo: A ilusão (Que ocorreu em um momento de desespero, oque é completamente normal). Isso não prova nada a respeito de religião… NADA. Entrei esperando que fosse dar uma explicação plausível como algum  movimento que uma certa galaxia faz, ou as coincidências que acontecem no universo. Mas não, é apenas um relato sobre a experiencias PESSOAIS de uma mulher que tem tendências a não ter opinião própria. Título sensacionalista, e texto fraco. Não recomendo a leitura.

****************

 

Da mesma forma que você não vê nada plausível na explicação dela, o ateísmo também não tem nenhuma explicação plausível e nenhum apoio empírico, ambos são resultado de reflexão filosófica e ela afirmou apenas isso.  Ela deu seu relato honesto e apenas provou o que todos sabem, a ciência não trata se Deus existe ou não como alguns ateus desesperados clamam. Por isso da próxima vez que tentar desmerecer o relato honesto de uma pessoa, saiba que a sua opinião filosófica sobre algum assunto pode ser algo patético e ridículo para outras, mais respeito, honestidade e ciência e menos infantilidade. 

*****************************************************

(editado)

Rafael Setragni

Tá, vamos lá: O artigo não explicou o que ela encontrou como ordem do universo, só mencionou. Esse foi o meu motivo principal da leitura. Foi o que o título “Quando uma astrofísica ateia se converte a Cristo: “Eu percebi que existe uma ordem no Universo” deu a entender. Após ler todo o artigo, não encontrei nenhuma aplicação de física, em nenhum argumento. Poderíamos dizer que ela era uma advogada, pintora, contadora, médica que o desenrolar do texto não seria alterado. Dizer que ela é astrofísica é mais um uso da falácia do Apelo à Autoridade, como se o fato dela ser astrofísica e estudar sobre o assunto validasse cientificamente qualquer argumento dela. E após ler os comentários, percebo que as pessoas que concordam com o texto inserem fatos científicos, como o Big Bang, que não estão no texto. E além disso, nenhum dos argumentos é científico também, pois são todos sobre filosofias pessoais sobre o universo. Cada um deve acreditar naquilo que acredita por acreditar. O argumento final de que ela se converteu ao cristianismo depois de todas as enfermidades que sofreu é triste. Uma pessoa, se acreditar realmente no cristianismo, não deve se converter por doenças ou troca de favores. Enfim, sou agnóstico e percebo que este texto é claramente montado para tentar convencer “não cristãos” da fé cristã, com o apelo da autoridade da Astrofísica. Se for fazer um texto com o intuito de convencer as pessoas da religião através da ciência, então faça através da ciência! Prove, justifique e argumente sem apelo a emoção ou a autoridade. Enfim, é isso que se esperava do texto.

 

Sobre o cérebro, nada… O cara fica maluco? É obra divina…O cara vira viado? É obra divina…E assim por diante.

Broca’s Brain neles,,,Onde entram as suas variações (do cérebro, bem entendido)? Tem cara que é altamente sensível a ser hipnotizado! Outros fazem regressão até Ramsés (eu, por exemplo, tenho cereteza de que fui Ramsés III..). Nunca encontrei alguém que tenha sido meu xeleléu naquela época distante… Já presenciei cara que ficava desvairado na época do Carnaval, completamente hipnotizado, fora de si, ao ouvir a zoada carnavalesca… abandonava a família e caía no folia, voltando na quarta-feira, ainda bêbado….e era desculpado por esposa e filhos. Antes, era “coisa”que só atacava homens (hoje é bem diferente…).

Pensar, professor. Pensar…

 

 

Anúncios

Sobre liciomaciel

Velejador
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s