E QUE PLACA, SÔ!!!

SOLUCIONADO O MISTÉRIO DA PLACA DE BRONZE COM 14 NOMES (republicado de priscas eras…)

Placa4

A PALACA DE BRONZE – afinal, acabou o mistério (mas a injustiça criminosa continuará).

 

Promovido o Fernandez a general, com um filho coronel reformado, de nome Gigabite, apelidado  de Giga. A trama da novela é simples, embora a grande memória do computador não tenha sido suficiente para abarcar um período de 6O anos do desenrolar dos minuciosos e trabalhosos fatos, que redundaram num volumoso inquérito de mais de 6 mil páginas tamanho ofício. O enredo é simples: alguns têm atração fatal por grana. Outros, por mulher, outros por fantasias: vestido de dourado, fardas de gala, troféus de faz-de-conta, alamares, medalhas, condecorações, etc.etc. Sem querer falar nas outras atrações fatais tão em moda hoje em dias de PT, Lulas, Dilmas e os 40 ladrões.

Para alguns, o fato tem um grave defeito: não tem mulher para procurar embelezar o enredo (até o computador gritou, estrilou, mas fui inflexível: mulherless).

MERDALHAS

O general Fernandez e o pai, coronel Giga, eram vidrados por condecorações, títulos,  medalhas, diplomas, coisas parecidas: salamaleques, como diria o Ahlmadinejad lá nos confins do inferno das peruas. Tramaram “guindar”, transformar, o Giga em coronel número um da tropa de elite (o Cap. Nascimento já era…). Ao assumir o comando de determinada organização a que a tropa de elite estava diretamente subordinada, o General Fernandez chamou um Coronel amigão, um grande puxa-saco, inescrupuloso, o Cel. PaTo, e o encarregou de trocar a documentação, boletins diários, referências, etc., de 6O anos atrás para colocar o Giga na frente, como primeiro pioneiro. Mas havia um grande obstáculo a vencer: um verdadeiro monumento alusivo ao pioneirismo do grupo, uma famigerada placa de bronze, enorme, fundida no Arsenal pelo Assurbanipal, com alusões ao grande feito e com o nome dos que realmente fizeram o curso pioneiro e foram aprovados, em honra e de conformidade com sua classificação final do curso: Juruja, em primeiro; Geniva em segundo; Medanha em terceiro; Buzato, em quarto; Iury em quinto, Igor, em sexto; Gorki, em sétimo; Assurba, em oitavo, e assim por diante, ao todo 14 formandos.  Medanha, o desprendimento em pessoa, foi “queimado” e seu nome foi retirado, arranjada alguma desculpa plausível, fuleira mas convincente para leigos, para tal eliminação, transformando-se a documentação de 14 para 15 formandos. Assim, em vez de um, entravam dois, um “tubarão” e um “peixinho”, apenas como um mero “adorno”, sem chamar atenção demais.  Mas, flagrante e surpreendentemente, faltava verba para modificar a tal placa de bronze. Com a encomenda de uma enorme quantidade de medalhas de bronz, ouro e prata, a metalúrgica dissolveu os custos da obra. Aí, entra, novamente, o Coronel PaTo amigão em ação, o dedicado coronel : desencravou a placa de bronze de 220 quilos, destruindo os rebites de 3/8” de bronze naval, derreteu-a, completou a borra (perdas na fundição), considerável, e mandou gravar os novos nomes de acordo com a vontade do todo poderoso general Fernandez. Claro que o coronel-pai constava dela, em primeiro lugar. Desmontar sempre é mais fácil que montar, refazer: foi uma verdadeira operação militar que durou mais de “dois anos”. Finalmente, tudo criminosamente falsificado, quiseram inaugurar, com pompa e circunstância, a nova placa de bronze. Nessa altura das operações sigilosas, que ficou prejudicada, final apressado e sem a necessária atenção, sem aquele tchan hitchkokiano: aí, foi decidido pelos verdadeiros pioneiros, não aceitá-la. Os verdadeiros guerreiros não a aceitaram. Em vez de tudo terminar num churrasco na praia da Fortaleza de Imbuí, terminaria na prisão da Fortaleza de Santa Cruz, em Nicteroy, bem posteriormente. Sem a presença dos índios…

UM BELO JULGAMENTO:

…14 NOMES…

  1. E. M. L. Medina:

    Conheço um pouquinho o “Medanha”, sei da sua simplicidade e, em nome dele, porque ele nunca perguntará, gostaria de saber a quantas anda essa “palhaçada” do tubarão e do peixinho, realmente ele foi excluído dos pioneiros ou validou-se os BD da época que publicaram os concludentes do FE? Conforme a resposta proporei ao “Medanha” rasgar suas folhas de alterações daquele período visto que algum incompetente “errou” ao incluí-lo no BD que listou os conclundentes da 1a turma de FE.
    Cel Medanha turma 84 (filho do “Medanha”, ex FE!!!!)

    • Prezado Eduardo Maurício – pois é, meu amigo (filho de meu amigo, meu amigo é), fizeram esta “sacanagem” – verdadeiro e cruel crime militar)  com o Medina e aos verdadeiros demais FE PIONEIROS, passar vergonha pela bárbara afronta. Derreteram a placa de bronze, tiraram o nome dele, Alaor Decker Medina, dentre os PIONEIROS, colocaram mais dois, um tubarão (que morreu ontem) e um bagrinho (cassado pela Contrarrevolução) – que também já morreu. O Giba não fez o Curso; era o administrador (diretor do curso). Não tinha forma física para acompanhar os alunos e atrapalhava tudo; era um molenga (major), burocrata e, agora, conivente no crime perpetrado. Quem preparou o Curso foi o Capitão Castro Araújo, na época E3, da Divisão de PQD, que, completamente desiludido, já faleceu. O Gigabite puxou o saco do Djalma Dias e ficou como Instrutor Chefe, numa surpreendente e vergonhosa “virada de mesa”. É a massonaria da Infantaria, a parte vingativa, a parte complexada. Sempre consideramos o Alaor Medina como PIONEIRO. Infelizmente, a parte podre tomou a especialidade como sua e faz o que quer, principalmente com o Fernandez de general da Dilma e autoridade máxima, realmente o 40º , com auxílio imoral do PT.

      Forte abraço para você e para o Alaor.

 

 

RESUMO:

-o cara foi AjO do Collor;

-por onde passou, ficou livre das falcatruas deixadas para traz;

-cumpriu a missão à risca, sem deixar vestígios gritantes, apenas a revolta dos comandados;

-teria sido nomeado ministro, mas pegaria mal, por ser o 40º (a quadrilha de Alibabá…): foi nomeado Autoridade do desgoverno;

A “galera” estupefacta, meramente horrorizada, simplesmente espectadora, permaneceu em surdo silêncio, aguardando o desfecho do IPM.

SOLDAD~19

Almadesoldado

About these ads

Occasionally, some of your visitors may see an advertisement here.

Tell me more | Dismiss this message

Anúncios

Sobre liciomaciel

Velejador
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s