Aos amigos leitores, minhas desculpas…

Coronel USTRA e esposa Joseíta

Passei muito tempo meio afastado do meu site WordPress. Mudei do Rio de Janeiro para poder tratar da saúde de minha esposa. Embora o  tenha acompanhado,  esqueci um pouco das “aprovações” dos comentários. Minhas desculpas. Meus agradecimentos.

Alguns perguntam meu e-mail: liciomaciel@gmail.com

Tentei responder ao Hugo, mas o telefone não funciona mais. Seu livro “Borboletas e Lobisomens” é muito bom (pelo resumo, pela concisão), mas pouca coisa nova traz.

O Felix Maier me pede cópia do livro (não publicado) sobre guerrilha do Azamba; peço enviar um endereço eletrônico para que eu possa remeter.

 

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A CAFAJESTADA SE IRRITA COM O “CAPITÃO”…

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

NÃO ERA TÃO LONGE ASSIM !!!

Linhas, colunas, células e fórmulas, os conceitos básicos do Excel

Imagine um mundo sem computador. Era A REALIDADE antes de 1980… Cheguei nos USA logo antes, em 1975… maravilhado com computadores e muitas outras coisas fabulosas que já eram comuns e já existiam por lá…

… (História do Google)…

Image result for excel 2019 new functions

O Grande Programa de planilha electrónica chamado Multiplan em 1982, o qual era muito popular em sistemas CP/M, mas, em sistemas MS-DOS, perdia em popularidade para o Lotus 1-2-3. Isso levou a desenvolvimento de um novo programa chamado Excel, que começou com a intenção de, nas palavras de Doug Klunder, “fazer tudo o que o 1-2-3 faz e fazer melhor”. A primeira versão do Excel foi lançada para o Mac em 1985 e a primeira versão para Windows (numerada 2.0 para se alinhar com o Mac e distribuída com um run-time do ambiente Windows) foi lançada em novembro de 1987. A Lotus foi lenta em trazer o 1-2-3 ao Windows e, por volta de 1988, o Excel havia começado a passar o 1-2-3 em vendas e ajudou a Microsoft a alcançar a posição de liderança no desenvolvimento de software para o PC. Essa conquista, destronando o rei do mundo do software, solidificou a Microsoft como um competidor válido e mostrou seu futuro de desenvolvimento de software gráfico. A Microsoft aumentou sua vantagem com lançamento regular de novas versões, aproximadamente a cada dois anos. A versão atual para a plataforma Windows é o Excel 16, também chamado de Microsoft Excel 2016. A versão atual para a plataforma Mac OS X é o Microsoft Excel 2011

No começo da sua vida, o Excel tornou-se alvo de um processo judicial de marca registrada por outra empresa que já vendia um pacote de software chamado “Excel” na indústria financeira. Como resultado da disputa, a Microsoft foi solicitada a se referir ao programa como “Microsoft Excel” em todas as press releases formais e documentos legais. Contudo, com o passar do tempo, essa prática foi sendo ignorada, e a Microsoft resolveu a questão quando ela comprou a marca registrada reservada ao outro programa. Ela também encorajou o uso das letras XL como abreviação para o programa; apesar dessa prática não ser mais comum, o ícone do programa no Windows ainda é formado por uma combinação estilizada das duas letras, e a extensão de arquivo do formato padrão do Excel até a versão 11 (Excel 2003) é .xls, sendo .xlsx a partir da versão 12, acompanhando a mudança nos formatos de arquivo dos aplicativos do Microsoft Office.

O Excel oferece muitos ajustes na interface ao usuário, em relação às mais primitivas planilhas eletrônicas; entretanto, a essência continua a mesma da planilha electrónica original, o VisiCalc: as células são organizadas em linhas e colunas, e contêm dados ou fórmulas com referências relativas ou absolutas às outras células.

O Excel foi o primeiro programa de seu tipo a permitir ao usuário definir a aparência das planilhas (fontes, atributos de caracteres e aparência das células). Também, introduziu recomputação inteligente de células, na qual apenas células dependentes da célula a ser modificada são atualizadas (programas anteriores recomputavam tudo o tempo todo ou aguardavam um comando específico do usuário). O Excel tem capacidades avançadas de construção de gráficos.

Quando integrados pela primeira vez ao Microsoft Office em 1993, o Microsoft Word e o Microsoft PowerPoint tiveram suas GUIs redesenhadas para ficarem consistentes com o Excel, o “programa matador” para o PC na época.

Desde 1993, o Excel tem incluído o Visual Basic for Applications (VBA), uma linguagem de programação baseada no Visual Basic que adiciona a capacidade de automatizar tarefas no Excel e prover funções definidas pelo utilizador (UDF, user defined functions), para uso em pastas de trabalho. O VBA é um complemento poderoso ao aplicativo que, em versões posteriores, inclui um ambiente integrado de desenvolvimento (IDE, integrated development environment). A gravação de macros pode produzir código VBA que replica ações do usuário, desse modo permitindo automação simples de tarefas cotidianas. O VBA permite a criação de formulários e controles dentro da pasta de trabalho para comunicação com o usuário. A linguagem suporta o uso (mas não a criação) de DLLs ActiveX (COM); versões posteriores adicionaram suporte a módulos de classe, permitindo o uso de técnicas básicas de programação orientada a objetos (POO).

Desde a sua criação, mais e mais softwares passaram a interagir com Microsoft Excel tanto para a inserção de bancos de dados como para a emissão de relatórios. Hoje em dia, praticamente todos os ERP’s (Enterprise Resource Planning) interagem com o Excel. Até mesmo o SAP, o maior e mais famoso ERP do mundo rendeu-se ao Excel e é alimentado por planilhas e gera relatórios de Excel.

Em 2002, o criador da Microsoft disse que “...tanto faz qual será o seu ERP. Ele será gerado pela recomputação inteligente de células do Excel e o relatório final será em Excel”.

A funcionalidade de automação provida pelo VBA fez com que o Excel se tornasse um alvo para vírus de macro. Esse foi um problema sério no mundo corporativo, até que os produtos antivírus começarem a detectar tais ameaças. A Microsoft adotou tardiamente medidas para prevenir o mau uso, com a adição da capacidade de desativar as macros completamente, de ativar as macros apenas quando se abre uma pasta de trabalho ou confiar em todas as macros assinadas com um certificado confiável.

As versões 6.0 a 9.0 do Excel contêm vários “ovos de páscoa”, porém, desde a versão 10, a Microsoft tomou medidas para eliminar tais recursos não documentados de seus produtos.

Excel 2013(Service Pack 1)[editar | editar código-fonte]

No total foram 52 melhorias e correções realizadas no SP1 para o Excel, entre elas:[1]

  • Melhora a estabilidade geral, o desempenho e a compatibilidade com versões anteriores do endereçamento erros que afetam muitos utilizadores;
  • Agora, os nomes de função mantém compatibilidade com versões anteriores do Excel para os idiomas ChecoHolandêsDinamarquêsItalianoNorueguêsPortuguês.
  • O Excel 2013 possui 1048576 linhas, 16384 colunas e em cada célula podemos digitar 32767 caracteres por célula, podendo digitar um total de 562932773552128 caracteres.
  • A partir da versão 2013, o Microsoft Excel permite a criação de planilhas “ilimitadas”, em suas pastas de trabalho. Lembrando que a quantidade de planilhas a serem criadas, dependerá das configurações do computador utilizado pelo usuário.

Office 365

Office 365 é um serviço de assinatura que garante que você sempre tenha as ferramentas mais recentes da Microsoft. Há planos do Office 365 para uso doméstico e pessoal, bem como para empresas de pequeno e médio portes, organizações de grande porte, escolas e entidades sem fins lucrativos.

Versões

Microsoft Windows[editar | editar código-fonte]

  • 1987: Excel 2.0 para Windows
  • 1990: Excel 3.022.
  • 1992: Excel 4.0
  • 1993: Excel 5.0 (Office 4.2 e 4.3, também uma versão de 32 bits para o Windows NT somente)
  • 1995: Excel 7.0 (Office 95)
  • 1997: Excel 8.0 (Office 97)
  • 1999: Excel 9.0 (Office 2000)
  • 2001: Excel 10.0 (Office XP)
  • 2003: Excel 11.0 (Office 2003)
  • 2007: Excel 12.0 (Office 2007)
  • 2010: Excel 14.0 (Office 2010)
  • 2013: Excel 15.0 (Office 2013)
  • 2016: Excel 16.0 (Office 2016)
  • ((já está no Excel 2019)

Não há Excel 1.0 com versões para o Windows, e nem 6.0, porque ele foi lançado com o Word 7. Todos os produtos do Office 95 têm capacidades de OLE 2 – para mover dados automaticamente de vários programas – e o nome Excel 7 deveria mostrar que ele é compatível com essa tecnologia.

Macintosh OS

  • 1985: Excel 1.0
  • 1988: Excel 1.5
  • 1989: Excel 2.2
  • 1990: Excel 3.0
  • 1992: Excel 4.0
  • 1993: Excel 5.0
  • 1998: Excel 8.0 (Office 98)
  • 2000: Excel 9.0 (Office 2001)
  • 2003: Excel 11.0 (Office 2004)
  • 2008: Excel 12.0 (Office 2008)
  • 2011: Excel 14.0 (Office 2011)
  • 2016: Excel 14.0 (Office 365)

OS/2 Warp[editar | editar código-fonte]

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

DITADURA COM LUVAS DE PELICA…e etc…

MILITARES E MILITANTES

Por todos os motivos, minha geração ficou traumatizada com militares e passou toda essa raiva, medo e antagonismo às gerações seguintes por associá-los à memória dolorosa da ditadura. Mas, com a democratização e sua correta atuação, as Forças Armadas ganharam prestígio e popularidade e hoje são a instituição em que a população mais confia. E os políticos, a menos confiável.

Elas são uma das instituições mais democráticas do país, na igualdade de oportunidades para brancos e pretos, pobres e ricos, homens e mulheres, crentes e ateus, com suas promoções, responsabilidades e salários baseados no mérito e em resultados. Garantem estudos de qualidade e cursos de especialização, formam bons profissionais no princípio da disciplina e da hierarquia, da ética e da disposição de servir ao país.

Depois de toda a desilusão com ministros políticos e os estragos que fizeram, por que não tentar militares com formação, especializações e experiências que os capacitem a ocupar uma pasta-chave como a Infraestrutura? Justamente onde abundam as ratazanas que se alimentam de obras públicas, propinas e concorrências fajutas, onde obras fantasmas, sem sair do papel, consomem milhões e enriquecem uns poucos, como o trem-bala de Dilma, como as milhares de obras paradas pelo país. O ideal é um general para comandar com mão de ferro essa missão contra a corrupção sistêmica e pela melhoria das obras públicas.

Para parlamentares chantagistas e empresários gulosos habituados a lidar com políticos habilidosos no caminho das verbas e dos contratos, negociar com um general durão na Secretaria de Governo vai ser osso. E certamente é muito mais raro flagrar um corrupto entre militares do que entre políticos e empresários, como temos visto.

Será que militares com boa formação não serão mais adequados e eficientes no governo do que sindicalistas ligados a partidos ? Mas militares qualificados em cargos de comando do governo não significam nenhuma militarização do país, só o descrédito e a raiva do poder político civil.

Fonte: “O Globo”, 30/11/2018

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Marxismo é doença. E se cura com chumbo grosso…

sábado, 21 de dezembro de 2019

Estúpidos, deprimidos, feminilizados, vazios, idiotas, cotistas… A educação petista que arrasou o Brasil

Por Maurício Mühlmann Erthal
(do marangoni)
Se alguém ainda tinha alguma dúvida, o ranking do Pisa provou de uma vez por todas que a tal “pátria educadora”, que encheu péssimas universidades com péssimos alunos formados por péssimos professores, era apenas um embuste. Distribuir diplomas a pessoas de baixa inteligência, nenhum talento, estúpidas, cotistas, etc, é como carimbar o traseiro de bois e vacas que estão indo para o abate (neste caso justificável).
Na nossa cultura deformada pelo ‘coitadismo’, ou para falar mais academicamente, pelo ethos-igualitarista moderno, teimamos em achar que a Universidade é para todos. Nunca foi e nunca será. Essa é uma das maiores mentiras da modernidade. A decadência da civilização se iniciou com a universalização do ensino, com a troca da formação espiritual e intelectual puras, “ars gratia artis” no sentido aristotélico, pelo adestramento meramente utilitarista para fins de sobrevivência. Universidade é para uma elite intelectual. É para quem realmente tem talentos, gosta de estudar e tem uma inteligência privilegiada. Sua prioridade é produzir conhecimento e não formar mão de obra …e muito menos ainda formar militantes revolucionários que irão implantar o comunismo no país.
Para formar profissionais e mão de obra existe o ensino técnico e profissionalizante. As oportunidades que devem ser oferecidas a todos é a de uma boa formação de base onde, por meio da meritocracia, serão revelados aqueles mais capazes de ir para a Universidade PRODUZIR CONHECIMENTO. Transformar todo mundo em universitário apenas para não ferir a autoestima do jovem maconheiro que usa piercing no nariz e alargador na orelha é algo completamente estúpido! Tudo que o governo do PT conseguiu foi queimar centenas e centenas de bilhões de reais para produzir o pior, o mais idiota, o mais ignorante, o mais analfabeto, e por consequência o mais mimado, alienado e arrogante aluno do mundo!
Nivelaram todo mundo por baixo, destruíram qualquer possibilidade de formar uma verdadeira elite intelectual para o país. São mais de duas décadas jogadas inteiramente no lixo! Trocaram a meritocracia (de alunos e professores) pela “universalização”, pela “política de cotas” e pela “ideologização”.
Nunca reconhecendo que as pessoas são essencialmente diferentes, umas mais inteligentes, mais capazes e mais esforçadas que as outras, enfiam goela abaixo de todos o maldito igualitarismo que sempre favorecerá o vulgar, o grosseiro e o ignorante. Sempre nivelará por baixo, rebaixará a tudo e a todos e produzirá os piores resultados. Reúna vários alunos inteligentes e todos se tornarão mais inteligentes ainda. Cerquem um gênio de medíocres e vulgares e testemunhará sua lenta e gradual decadência.
Numa era em que a humanidade enfrenta a sua mais radical transformação tecnológica, a civilização cibernética põe em cheque toda a cultura humanista, há uma mudança profunda de quase todos os paradigmas científicos, sociais e econômicos; nanotecnologia, microbiologia, projeto genoma, matriz energética, 5G e 6G, Internet das coisas, etc., nós gastamos trilhões em 20 anos para produzir uma geração “Nem Nem” de mimados, estúpidos, deprimidos, feminilizados, vazios, idiotas e arrogantes que votam no PSOL e morrem de medo de se tornar adultos. Uma legião de falsos graduados sem possibilidade de emprego, endividados com o FIES, caminhando para a meia idade, morando com os pais e frequentando a marcha da maconha porque precisam urgentemente legalizar seu suicídio.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

AO ENTRAR EM 2020, ANO EM QUE COMPLETO 90 YEARS OLD…

…eu, minha esposa e uma das minhas netas.

Há muito tempo, cerca de duas décadas, tenho 5 livros editados, a maioria pela editora Schoba, em quem depositei, erradamente, minha confiança:

Roteiro Costa Leste –  de Bertioga a Natal, incluindo Abrolhos, Rocas e Noronha (280 pg);

Navegando Melhor – Teoria e Técnica de Vela (270 pg);

Algoritmos Astronômicos – plataforma Windows (com CD encartado), (250 pg).

E outros livros, inclusive o ORVIL (960 pg), de grande sucesso.

O conteúdo deste meu livro, “Algoritmos Astronômicos”, que considero a minha obra principal, e que me deu grande trabalho, que contêm um CD de 40 programas, foi completamente “prejudicado” pela editora. Gravem esse nome? Editora SCHOBA.

O seu conteúdo é o seguinte:

Capítulo I: Introdução

Capítulo II: Sistema Global de Posicionamento

Capítulo III: Navegação Autossuficiente

Capítulo IV: Programas de Aplicação 

I – ASTRONOMIA

1.Baricentro

2.ConversãoDistâncias

3.Distância Angular

4.Elipse e Órbita

5.Equação de Kepler

6.Escape

7.EstrelasPMd

8.Geóide

9.Intervalo

10.JD

12.Massa

13.MilenioJ

14.Newton

15.NrDia

17.PerDist

18.PeriodoDistancia

19.TDUT

II  –  NAVEGAÇÃO

  1. Almanac
  2. Área Vélica
  3. Bissexto
  4. Consumo de Combustível
  5. ConversãoTemperatura
  6. Correção da Altura Instrumental
  7. Correção da Depressão Aparente (DIP)
  8. Correção para a Corrente (CAP)
  9. Erro da Posição por Erro na Hora
  10. Erro Instrumental e Semidiâmetro
  11. Fuso Horário
  12. Horizonte (alcance visual)
  13. Melhores Horas de Visada
  14. Menor Distância
  15. Posição por Duas Retas de Altura
  16. PrivertMaDigr
  17. Triângulo de Posição
  18. Uma Só Reta
  19. Vetores
  20. VMG
  21. Palavras Finais

ANEXOS:

Anexo I. Medida de Ângulos e arcos

Anexo II. Erros, Precisão, Acurácia……………………………………

Anexo III.Vetores………………………………………………………………..

Anexo IV. Reta de Altura…………………………………………………..

Anexo V. Triângulos Esféricos…………………………………………

Anexo VI. Triângulo de Posição…………………………………………..

Anexo VII. Transformação Z em A…………………………………………

Anexo VIII. Passagem Meridiana……………………………………………

Anexo IX. Observação do Sol…………………………………………………

Anexo X. Elipse em função da excentricidade (visualização)…….

Anexo XI. Constantes…………………………………………………….

Anexo XII. TS0…………………………………………………………………….

Anexo XIII . Programas – Listagem de  Alguns Códigos…………….

Anexo VIV. Johannes Kepler

Anexo XV. Tópicos Importantes……………………………………

Anexo XVI. Abreviaturas…………………………………………….

Anexo XVII. Referência Bibliográfica……………………………

Anexo XVIII. Internet ……………………………………………..

Anexo XIX – Construa seus aplicativos………………….

Fale com o Autor………………………………………………

Dos outros meus livros, foram tiradas várias tiragens piratas PELA EDITORA SCHOBA e ainda hoje rodam por aí, inclusive pela Internet.

Estes livros, principalmente o Algoritmos, fazem parte do polígrafo do meu Curso de Astronomia, curso compactado, cuja análise consta deste meu site WordPress ( na primeira tela, há uma pesquisa…).

Processei judicialmente a Schoba, sem resultado, pois eles são craques em driblar a justiça…

FICA AQUI´, INCLUSIVE, o meu veemente protesto.

(NEM BOLSONARO CONSEGUIRÁ DAR JEITO NESTE BRASIL VARONIL…tem  larápio demais!!!  – …).

 

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

VB 6 WITH WIN 10 64 bits

(já estou muito velho para estar traduzindo; quem é moço, vá estudar inglês…). …quem leu e compreendeu, ensina para quem não compreendeu…

Installing Visual Basic/Studio 6 on Windows 10
  1. Remove Any Remnants of VB6/VS6. If you’re like me, you probably tried to install Visual Basic 6 on your computer the old fashioned way. …
  2. Prepare Your Files. Now, we need to get all of our files in place. …
  3. Install Visual Basic/Studio. …
  4. Install the MSDN Library. …
  5. Install Service Pack 6. …
  6. A Few More Steps.
Sep 14, 2015

Dominar o computador obriga à programá-lo…

Installing Visual Basic/Studio 6 on Windows 10

Visual Studio 6 Logo

As I’ve worked my way through the various oddities of Windows 10, I’ve found that most applications work great. For the most part, anything that worked on Windows 7 works on Windows 10. Visual Basic 6 (VB6) has been one of the few exceptions, so far.

Why install Visual Basic 6? It’s a long-dead program, after all. Well, like many companies out there, mine has a few proprietary programs that were written, long ago, in VB6. The apps work great, so it just hasn’t made sense to spend the time and/or money it would take to upgrade them to VB.Net. Yet, we still need to be able to make minor changes to the programs now and then.

We could keep an old XP machine around just for VB6, or set up a virtual instance of XP, or go for either of those options with Windows 7 (VB6 installed on Win7, though not perfectly). Instead of going those routes, though, I decided to look into getting VB6 properly installed on Windows 10. These notes should work for the Pro and Enterprise editions of both Visual Basic 6 and Visual Studio 6.

Note that this tutorial is really geared toward getting Visual Basic 6 up and running. I do not know whether any of the other Visual Studio applications will work after the steps below have been followed.

Also note that this process will not allow you to install the Data Access components. They just don’t work with Windows 10.

Remove Any Remnants of VB6/VS6

If you’re like me, you probably tried to install Visual Basic 6 on your computer the old fashioned way. When the install failed, you were then left with bits and pieces of VB laying around, and no uninstaller. Luckily, Microsoft wrote up an article about removing Visual Studio manually (How To Manually Uninstall Visual Studio with MSDN Library). I do not believe searching your hard drive for some of the files, as they mention, is necessary. Here are the most important steps to follow:

  • Delete the installation folders for any Visual Studio products. Note that the following are the default locations; the actual locations may be different on your system if you did a custom installation or if you are on a 64-Bit computer:
    • \Program Files\Microsoft Visual Studio
    • \Program Files\Common Files\Microsoft Shared\MSDesigners98
    • \Program Files\Common Files\Microsoft Shared\MSDN
    • \Program Files\Common Files\Microsoft Shared\VS98
    • \Program Files\Common Files\Microsoft Shared\Wizards98
  • Delete the installation folders for any MSDN Libraries (the previous step may have deleted these if they were installed to the default location). The default folders are as follows:
    • Program Files\Microsoft Visual Studio\MSDN98 (for the MSDN Library for Visual Studio 6.0)
    • Program Files\Microsoft Visual Studio\MSDN (for the MSDN Quarterly Library releases)
  • Use Regedit.exe to delete the following Registry keys if they exist:
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Microsoft\DevStudio
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Microsoft\MSVSDG
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Microsoft\HTML Help Collections
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Microsoft\Visual Basic\6.0
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Microsoft\Visual Component Manager
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Microsoft\Visual Modeler
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Microsoft\VisualStudio\6.0
    • HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\DevStudio
    • HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\MSVSDG
    • HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Visual Basic\6.0
    • HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Visual Modeler
    • HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\VisualFoxPro
    • HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\VisualStudio\6.0
  • If you’re on a 64-Bit system, check here, as well:
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Wow6432Node\Microsoft\DevStudio
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Wow6432Node\Microsoft\MSVSDG
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Wow6432Node\Microsoft\HTML Help Collections
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Wow6432Node\Microsoft\Visual Basic\6.0
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Wow6432Node\Microsoft\Visual Component Manager
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Wow6432Node\Microsoft\Visual Modeler
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Wow6432Node\Microsoft\VisualStudio\6.0
  • Use Regedit.exe to delete any instance of the key for Visual Studio or MSDN Library under the following keys. Since you don’t have an uninstaller, you probably won’t find anything here. It’s worth looking through the keys, anyway, to see if you find any mentions of Visual Studio or MSDN. WARNING: Do not delete the “Uninstall” key; only delete MSDN or Visual Studio keys listed within it.
    • HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Uninstall
    • 64-Bit systems only: HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Wow6432Node\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Uninstall

Prepare Your Files

Now, we need to get all of our files in place. The tool we’re going to use for the installation can actually read off the CDs, but I find it much quicker to have already copied the necessary files to my hard drive. In my case, I setup everything in C:\Visual Studio 6\.

  • First, copy the contents of all Visual Basic/Studio 6 and MSDN CDs to the folder you’ve chosen.
  • Next, download and extract the Visual Studio SP6 patch (https://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=9183). Place the extracted contents in a folder named VS6SP6.
  • You should end up with a set of directories that look like those shown below. The names aren’t important, as long as you know what’s what.

We’re going to use a handy tool put together by Giorgio Brausi to complete our installation. It takes care of some of the trickier parts of getting Visual Basic/Studio 6 installed on a Windows 10 computer.

  • Download Giorgio’s installation program from his website, nuke.vbcorner.net (http://nuke.vbcorner.net/Articles/VB60/VisualStudio6Installer/tabid/93/language/en-US/Default.aspx).
  • The program does not need to be installed. Simply extract the contents of the zip file and run vs6installer.exe.
  • The first thing we need to do is setup the program’s working folder. This is where the installer program will copy it’s working fileset to. I suggest using a folder you know the program will have permission to access. Something in your Documents folder should work.
  • Click the “Set Root folder” button.
    VS_installer_set_root_folder
  • Browse to where you want to create the root folder, then click Make New Folder. Using the tool to make the folder will ensure that it has the necessary permissions. Click “Yes” to confirm that it is the correct location.
  • If you want to install the various graphic files included with VS6, then make sure that option is checked.
  • Make sure the “Disable Data Access” option is chosen. It should already be selected, by default, on Windows 10 systems.
  • Select the edition you will be installing. In my case, I chose Visual Studio 6 Professional Edition. You should choose whatever matches the CDs you are using for the installation. Your options should look similar to this:
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário